fbpx
Secretaria dos Transportes Metropolitanos prorroga consulta pública para o projeto do Trem InterCidades

Secretaria dos Transportes Metropolitanos prorroga consulta pública para o projeto do Trem InterCidades

O novo prazo para o término da apresentação de contribuições passou para 15 de outubro de 2021

A Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) publicou em Diário Oficial do Estado de ontem (16/09), comunicado de prorrogação por mais um mês da Consulta Pública referente ao projeto do TremIntercidades. A modelagem do projeto também inclui o serviço Trem Intermetropolitano (TIM) e da operação, manutenção e obras, com melhoria do desempenho e da qualidade do serviço da Linha 7-Rubi da CPTM.

“Esse é um projeto que vai resgatar a possibilidade de transporte ferroviário entre as cidades, uma demanda antiga e que vai beneficiar muitos cidadãos” diz o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

O Trem InterCidades terá 100 km de extensão e contará com um serviço expresso entre Campinas, Jundiaí e São Paulo, e outro serviço parador entre Campinas e Francisco Morato, atendendo às cidades Louveira, Valinhos e Vinhedo. A expectativa é de atender até 60 mil passageiros/dia em todos os serviços. O prazo de execução total do projeto é de 7 anos, a partir da assinatura do contrato, com possibilidade de entrega do serviço do TIC em 4 anos.

A perspectiva é publicar o edital de licitação, realizar a sessão pública para recebimento das propostas e assinar o contrato no primeiro semestre de 2022.

As minutas do edital, contrato e outros documentos em anexo podem ser consultados de forma gratuita no site da STM http://www.stm.sp.gov.br/ e no no link do Data Room, permitindo que seja possível ter maior conhecimento do empreendimento.

Secretaria dos Transportes Metropolitanos

A STM cuida diariamente (em tempos normais) do transporte de cerca de 10 milhões de passageiros que usam os ônibus gerenciados pela EMTU, além dos trens do Metrô, da CPTM e das linhas 4-Amarela e 5-Lilás, concedidas à iniciativa privada. A Estrada de Ferro Campos do Jordão, no interior do Estado, também é responsabilidade da STM, assim como o Parque Capivari, igualmente em Campos do Jordão e concedido à iniciativa privada.