fbpx
Padre Cícero foi homenageado na segunda etapa do Sertões

Padre Cícero foi homenageado na segunda etapa do Sertões

Etapa Padim Ciço teve 511 quilômetros e levou os competidores de Patos (PB) a Araripina (PE). Trecho cronometrado apresentou muito cascalho em meio a setores de muitas curvas

A segunda etapa do Sertões levou os 312 competidores à cidade de Araripina (PE). Depois de se despedirem de Patos (PB), o grid com 189 veículos – entre motos, quadriciclos, UTVs e carros, alinharam-se para a prova de 511 quilômetros, sendo 249 quilômetros de cronometro aberto. A disputa foi realizada neste domingo, 15 de agosto, em uma especial que mesclou setores de média e baixa velocidade, em percurso sinuoso, de muito cascalho, pedras e mata-burros. 

O piloto Luis Carqueijo e o navegador Igor Quirrenbach de Carvalho, da equipe Goodyear Trailway (#334), concluiu o desafio com o tempo de 4h54min06seg, ocupando 27ª posição do dia. Eles disputam o rali pela categoria Production T2, a bordo de uma Mitsubishi L200 Triton R. 

“A prova demandou trabalho de navegação. O terreno era arenoso, com bastante pedra e cascalho, buracos e aclives que trouxeram dificuldades para os participantes. Nesta etapa nosso conjunto de pneus Goodyear Wrangler MT/R Kevlar foi fundamental”, falou Carqueijo.

Homenagem a Padre Cícero 

A segunda etapa passou por Juazeiro do Norte (CE) e, por este motivo, foi nomeada de “Padim Ciço” em homenagem a Cícero Romão Batista, Padre Cícero, um sacerdote católico brasileiro, com influência na vida social, política e religiosa, especialmente, no Nordeste. Ele fez história e passou o fim de sua vida em Juazeiro, local onde há uma estátua de 30 metros de altura do “santo” brasileiro (mesmo tamanho do Cristo Redentor do Rio de Janeiro). 

Em 2001, foi eleito o cearense do século e, em 2012, entrou na lista dos 100 maiores brasileiros de todos os tempos. Entre as décadas de 1920 e 1930, tinha alto prestígio como santo milagreiro. 

Sertões de Zero a $100k 

Por meio do projeto Sertões de Zero a $100k, Carqueijo e Carvalho levam inspiração para quem tem o sonho de participar e vivenciar o Sertões. Com orçamento de até R$100 mil, o objetivo é que a dupla atinja o fim da competição com o carro sem grandes avarias, independente do resultado. E mostram, nesta 29ª edição, a estratégia para competir no rali, com um orçamento relativamente baixo, cumprindo com todas as exigências da organização do evento. 

Por este motivo, Carqueijo comemora o sucesso do Sertões de Zero a $100k obtido até aqui. “Estamos apenas no começo, mas nestes três dias já foi possível certificar que com o orçamento até R$ 100 mil é mesmo possível viver o Sertões, se divertir e chegar ao final de cada etapa sem maiores problemas”, afirmou o piloto. 

Agora o Sertões entra no Piauí. Nesta segunda-feira, 16, a terceira etapa levará os pff-roaders até São Raimundo Nonato, cidade que abrigará também a quarta etapa do rali e onde fica o Parque Nacional da Serra da Capivara, patrimônio mundial da UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. O trajeto entre Araripina (PE) e São Raimundo Nonato (PI), terá de 451 quilômetros, com especial de 220 quilômetros. 

Para saber mais acesse as redes do projeto!

Siga-nos nas redes sociais e acompanhe essa aventura em tempo real:

 @sertoes_zero_a_100k

@goodyear_brasil

@trailway_offroad

@sfichips

@ompracingbrasil

@fddisplays

@luisfcarqueijo

@igorquirrenbach

A equipe Goodyear Trailway é patrocinada pela Goodyear e Trailway, com apoio de FD Stands e Displays, OMP Racing e SFIChips